Em Fronteira

A videoinstalação Periférico Além-Mar, resultado de uma primeira investigação realizada em solo Galego-português, traz como referência à fascinação do universo galaico-português pela terra e pelo mar, e também os vínculos afetivos e imaginários a respeito de nossas próprias histórias como descendentes e parte de um processo migratório.

Esta videoinstalação compõem o projeto Em Fronteiras que tem como objetivo investigar e discutir poeticamente diferenças culturais e linguísticas entre territórios delimitados geográfica e politicamente. No entanto, as fronteiras são também delimitações simbólicas e afetivas que dizem respeito a modos de viver|habitar espaços físicos e imaginários.  

Realizada entre a Galícia e Portugal em maio de 2017, Perférico Além-Mar é fruto de dez dias de imersão performativa, na qual experienciamos os modos de vida Galego e Português, por vezes parecido, por vezes tão distintos. Construímos, assim, um mapa afetivo através de imagens, de sons, de estórias, de falas, de cantos, de paisagens sonoras e visuais, que se entrelaçam e se confundem.

Desenvolvida com o Prêmio Ibermúsicas de residência Artística 2016.

 

 

The video-installation Perférico Além-Mar results of an investigation realized between Galicia and Portugal, it brings of galaico-Portuguese reference about the fascination for the land and the sea, and also our affectives and imaginaries links to our own stories as descendants and part of a migration process.

This Video-installation is part of the project “Em Fronteiras”( In Borders), the aim of it is a poetic investigation and discussion about cultural and linguistic differences between territories geographically and politically delimited.

However, borders are also symbolic and affective boundaries that relate to ways of living physical and imaginary spaces.

Performed between Galicia and Portugal in May 2017, Perférico Além-Mar is the result of ten days of performative immersion, in which we experienced the Galician and Portuguese ways of life, sometimes similar, sometimes so different.  Thus, We have constructed an affective map through images, sounds, stories, speeches, songs, soundscapes, and visuals.

Developed with the Ibermúsicas Prize for artistic residency 2016.